Como ajudar o seu cliente a escolher um nome adequado de domínio

Veja dicas importantes para prevenir possíveis prejuízos ao seu cliente por causa de escolhas equivocadas na hora de registrar nomes de domínio

Eae! Td bele?

Uma coisa que deveria ser a preocupação dos Web Designers : orientar seus clientes em suas decisões. E uma decisão que poderia ser considerada simples, mas que quiça não seja tanto, é a escolha de domínio para um projeto. Já sei que alguns podem estar pensando:

“Exagero, David! Como não é simples? É só registrar o nome da empresa do fulano e pronto”.

Tá…Blz! Sim, eu sei que pode ser simples assim, caso não conste o domínio já registrado e se também o objetivo do cliente for registrar o nome de sua empresa. Mas e se estas não forem as questões, hein? Aí, qualquer escolha equivocada pode influenciar negativamente no desempenho de um projeto no futuro. Compreende??

Aposto que você não quer um futuro assim para um projeto do seu cliente, não é mesmo? Então galucho siga estas dicas do Chief of Design sobre como você pode ajudar seu cliente na escolha de um bom domínio.

Neste artigo você receberá dicas sobre:

A importância de ter um nome de domínio registrado

Não podemos confundir a certa facilidade em se registrar um domínio com a escolha definitiva de um nome. Nem sempre escolher um nome é fácil. Com tantos sites e blogs surgindo a cada dia fica cada vez mais fica difícil escolher um nome adequado e disponível para registro.

Nem sempre o domínio que seu cliente pretende registrar vai ter relação com o nome de sua empresa ou um produto. Ele pode querer criar um hotsite para um evento que exija um nome criativo e marcante e ele pode te contatar para orientá-lo.

O nome pode nem sequer existir e através do briefing do projeto concluir-se que o domínio pode ser até o nome que será usado na logo. Muitas questões devem ser pensadas.

Mas antes de entrarmos de vez na importância de se ter um nome de domínio registrado, para aqueles que estão iniciando agora, e não tem ainda noção de que é domínio segue uma definição básica:

“Domínio é o endereço principal pelo qual seus visitantes poderão encontrar seu projeto na internet. Ele auxilia na localização e identificação de uma empresa, produto, pessoas, profissionais, blogs, comunidades, entre outros na internet.”

É de uma forma simples, demonstrada na caixa de endereços de seu navegador (browser) da seguinte forma;

“www.seusite.com.br” ou com outras variantes, chamadas extensões de domínio, tipo; “www.seusite.com”, “www.seusite.net”, “www.seusite.info”, etc.

O domínio corresponde ao endereço virtual de sua marca, ao endereço do seu espaço em um servidor, local este onde se traduz em um nome que pode ser divulgado como sua presença na web.

Quando você registra um domínio e o mesmo possui páginas hospedadas, essas podem ser localizadas em qualquer parte do mundo através do navegador.

Atenção galucho: Não confunda domínio com “hospedagem”.
Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa.

(Dê uma olhada no quadro abaixo  “Não confundir domínio com hospedagem” e entenda a diferença).

Hoje em dia se tornou de fundamental para uma empresa, profissional liberal ou qualquer pessoa que queira ter seu projeto na web ter um domínio registrado. Ainda mais tendo em vista que o custo para se manter um é relativamente baixo e traz alguns benéficos.

O registro é uma forma de proteção da marca. Imagine uma empresa, ou profissional que não tenha um domínio registrado, outros poderão fazê-lo e desfrutar dos benefícios deste registro.

Sem contar que isso é um desperdício de oportunidades, pois quando um usuário se identifica com uma marca e quer encontra-la na internet, ele tende a digitar o nome como um possível domínio e acabará frustrado se nada encontrar.

Não ter um domínio registrado anulam as chances de um site ser encontrado por este caminho. E pode ser entendido como uma marca que não se importa em manter um contato com seus clientes, já que hoje em é essencial ter presença online.

Assim que terminar este artigo, assista o vídeo abaixo e perceba a importância de um domínio para seu projeto:

Como escolher um domínio relevante?

Agora e nos próximos tópicos auxiliarei você com dicas importantes sobre como proceder para escolha do nome de domínio de real valor para seus clientes. Começarei com aspectos que podem auxiliar na escolha de um nome levando em consideração os objetivos do negócio e/ou marca.

  • Objetivo do projeto: A escolha do nome de um domínio é de fundamental importância para qualquer projeto e um dos aspectos a serem considerados durante a escolha são os objetivos de comunicação, pois eles podem servir de referência.

Veja como, por exemplo, este humilde blog que você agora lê. Ele tem o objetivo de auxiliar, ensinar técnicas para construção de projetos online e design para web, e de te ter tornar um líder, uma autoridade, um “Chief” em projetos. Note o nosso objetivo. Portanto o nome do domínio vem de encontro com objetivo e isso traz boas chances de o usuário ser um fiel seguidor do blog ao saber que o conteúdo fornecido possui uma relação com o tema do domínio. Afinal é o que ele procura.

Você não quer visitar um site cujo domínio é  www.tomates.com (por exemplo) ansioso por conteúdos sobre tomates e só encontrar artigos falando sobre tijolos. Concorda?

  • Palavras chaves que descrevem o negócio: Inserir palavras chaves dentro do nome de seu domínio pode ser tornar uma ótima opção. Imagine quantos usuários podem digitar estas palavras nos buscadores? Pense nisso.  Mas nunca se esqueça de valorizar o que o usuário procura. Se ele chegar até seu site por causa de uma palavra chave encontrada no seu domínio certifique-se de fornecer conteúdo que corresponda suas expectativas.
  • Nome da marca: Uma coisa que inicialmente pode não trazer benefício, mas que pode ser uma grande aposta é colocar o nome exato de uma marca, empresa, ou até nome pessoal em um site ou blog. Lógico que grandes marcas do mundo off-line são favorecidas quando entram no mundo digital por serem bastante conhecidas. Mas caso um projeto esteja começando agora seguir este caminho pode trazer ótimos frutos em longo prazo. Lógico que isso vai exigir muito trabalho até consolidar esta marca. Na prática vemos exemplos de marcas, algumas até com nomes aparentemente sem sentido ou aparentemente sem relação direta com os produtos que vende, mas que são casos de sucesso na internet. Alguns nasceram até de erros ortográficos. Você já parou para pensar o que faz uma pessoa colocar o nome de um site de “Google”? Este caso é um sucesso.  Portanto o nome de uma marca, estranha ou não, um dia também pode ser sucesso.

Você também pode “brincar” com o nome da marca para registrar variações de domínios. Por exemplo, imagine um restaurante fictício de nome “ACABE COM SUA FOME Restaurante”, queira registrar domínios. O proprietário tem a possibilidade de criar diferentes domínios para esta marca. Veja:

www.acabecomsuafome.com.br

www.acabecomsuafomerestaurante.com.br

www.acabeconsuafomeblog.com.br

www.restauranteacabecomsuafome.com.br

Esses são apenas alguns exemplos.

Associar o nome da marca com o domínio é  mais comum, entretanto isso não é uma dogma.

No exemplo anterior do restaurante é notório que o nome da marca é muito grande. E existem casos que encontramos nomes de domínios totalmente diferentes da marca. Portanto nada impede que o proprietário adote um nome domínio curto sem muita relação com a marca, tipo: www.meurestaurante.com.br

Quais características um nome de domínio deve ter para se tornar marcante?

Primeiro deixemos claro uma coisa: sua marca pode estar associada e possuir o mesmo nome do domínio, mas ela somente se tornará algo reconhecido por causa da forma que se relaciona com seu público, entre outros fatores.

Já quando digo que um domínio é marcante me refiro a outro contexto. Contexto onde o domínio possui características que facilitam as pessoas a lembrar do nome. E quais seriam estas características?

Nome curto: Muitas marcas online são facilmente lembradas, lógico que a exposição maciça contribui para isso, mas com certeza um nome domínio curto com poucas sílabas ou letras ajuda na memorização e traz grandes vantagens como a facilidade na digitação e consequentemente compartilhamento. Tomemos como exemplo o portal “Universo Online”, que é mais conhecido pela sigla UOL .

Nome fácil de decorar: Lógico que mesmo com o nome curto você pode dificultar a vida do usuário e isso não é seu objetivo. Tomemos com o exemplo o site de serviço social bookmarking Delicious. Antes de adotar o formato da url atual delicious.com, o site foi registrado como del.icio.us . Legal…Daora, né? Mas imagina para o usuário que toda vez que tiver que digitar terá que lembrar também onde coloca os pontos.
Então, facilite as coisas.

Nome criativo: Como já foi dito um nome de domínio pode ir de encontro com objetivos do projeto. Esta forma de pensar pode facilitar na construção de um nome criativo. De certa forma os blogs de humor conseguem realizar bem essa tarefa. Isto se deve ao fato de poderem transmitir em uma simples frase engraçada e criativa o objetivo de seu projeto. E esta pode a vir se tornar o domínio do blog. Mas com certeza pode existir uma relação entre os objetivos do projeto e a criatividade para a construção de um domínio marcante independente do nicho.

Concluindo: Pense sempre em seus visitantes.

Previna possíveis erros de digitação pelo usuário, evite nomes com grafia incomum, nomes complicados de difícil memorização e muito longos. Somente parta para um nome incomum quando acreditar que isto é de fundamental importância para divulgação e consolidação da sua marca.

Como saber se o domínio escolhido está disponível?

Uma das primeiras coisas que uma pessoa faz quando pretende registrar um domínio é efetuar uma pesquisa.  Esta pesquisa serve para saber se um domínio está ou não está disponível para registro. Ela é feita através de ferramentas de buscas simples encontradas em sites de servidores web. Estas ferramentas são formadas basicamente por um campo de formulário e um botão.

Mas mesmo quem não pretende registrar pode usar esta ferramenta tanto para saber se um domínio está disponível ou até para outras tarefas. Você pode usá-la para obter informações adicionais sobre um domínio existente por exemplo. Para isso basta adicionar o nome de domínio desejado no campo de pesquisa, clicar em pesquisar e aguardar o resultado.

Veja exemplo de uma ferramenta de busca na imagem abaixo:

hospedagem

Uma coisa importante a citar é que existem regras sintáticas a seguir na hora de escolher um nome , tanto para domínios nacionais ou internacionais. Desobedecer estas regras inviabiliza o registro do domínio. A pesquisa ajuda a identificar de forma automática se seu nome de domínio será aprovado quanto estas regras.

Para saber mais sobre as regras sintáticas leia o texto no bloco abaixo assim que terminar este artigo, blz?

E aí! Pronto para registrar um domínio?

O processo de registro de domínio pode ser feita em serviços de hospedagem como a Hostgator (onde está hospedado este blog) para domínios tanto nacionais como internacionais. ou em órgãos como o Registro.br para domínios nacionais ou o Godaddy para internacionais.

O processo consiste em um cadastro que antecede o registro. Geralmente é um procedimento bastante intuitivo e sem muitos segredos.

Finalizando este artigo concluímos que escolher um nome de domínio adequado para um projeto não é tão simples como o ato de registrar. Envolve toda uma estratégia que pode trazer benefícios futuros para sua marca na internet.

Este artigo trouxe uma série de questões que podem ser observadas durante o processo de escolha de domínio tanto para seus projetos quanto para projetos dos seus clientes.

Espero que tenha ajudado de alguma forma.

Aproveite para compartilhar suas experiências com nome de domínios na seção de comentários.

Boa sorte com seus domínios!

Até a próxima!.

Referências:

Domain extension rules – http://www.register.com/policy/domain-extension-rules.rcmx

Regras – http://registro.br/dominio/regras.html

David Arty

Olá. Sou David Arty, fundador do blog Chief of Design.
Sou natural de São Paulo, Brasil. Trabalho com design, principalmente com design para web, desde 2009. Procuro transformar ideias loucas e complexas em peças simples, atrativas e funcionais.

  • Bruno Soares

    David

    Muito bom artigo..uma época atras eu fiz um curso de webdesign e o professor nem explicou a metade da metade disso que você explicou .Era um bom professor na verdade ,não tenho que reclamar dele,mas um das questões que levantei no curso era :”se nós vamos entrar na área web como vamos trabalhar se ao menos não aprendemos a saber pesquisar e registrar dominío e publicar um site?(Isso lá na época em que fazia o curso)….Acabei recorrendo e aprendendo mais tarde com o Google mesmo…

    Mas a sua explicação foi sensacional em um post esclareceu as dúvidas de muitos “Galunchos” que estão começando na área web e de quem quer abrir uma empresa e ter um site ou e-commerce na web também .

    Com certeza usarei o conteúdo deste post para orientar meu clientes também daqui pra frente …

    Parabéns pelos posts…sucesso sempre e vida longa ao “Chief Design” :-D

    Um abraço

    Bruno

    • Olá Bruno.

      Muito Obrigado pelo comentário.

      Realmente essa questão sobre domínio , principalmente para quem está iniciando ou para um empreendedor, é mais recorrente do que se imagina.

      Sucesso para os seus projetos.

      E vida longa ao “Chief” :D

      Forte Abraço!!

  • Flávio Peralta

    Parabéns,gostaria enviar nosso livro Amputados Vencedores…………Abraços Palestrante Flávio Peralta

  • Henrique César Autran

    Muito complicado essa questão de domínio, principalmente quando tem aquele velho ´problema de profissionais que registram e hospedam sites de clientes em suas próprias contas, ai na hora de transferir hospedagem ou colocar a titularidade do domínio no nome do cliente, que é o certo, é uma dor de cabeça.. Mas.. é isso ai!
    Parabéns David. :) Show de bola o post !

    • Olá Henrique.

      No que você comentou, acredito que não deveria nomear como” profissionais” gente que faz isso.

      Claro que cada caso é um caso e não quero ser injusto e generalizar, até porque tem clientes que são complicados, entretanto na maioria dos casos não são “profissionais” e sim “171”. Gente desonesta e sem caráter que usa de um conhecimento para passar (ou tentar passar) a perna nos outros.

      E infelizmente acontece muito esse tipo de problema com domínios. :/

      Obrigado pelo elogio e pelo comentário :)

      Forte abraço.