Quem Nunca foi Designer Sobrinho um dia?

Conheça o Designer Sobrinho, Designer de Geladeira e Designer Sobrinho Universitário

Eae!

Td bele?

Muito se fala sobre os famosos “Sobrinhos” na área criativa…

Pensando nisso tive a ideia de criar um vídeo para falar sobre. Na verdade todo mundo começa como sobrinho e antes de reclamar dos sobrinhos devemos olhar para nós mesmos.

Então, nesse vídeo eu falo sobre os famosos sobrinhos da área criativa e também sobre outros tipos de sobrinhos que acredito que existam por aí…

Confira o vídeo!

E você?

Você é um sobrinho ou profissional? :P

Forte abraço!

Até mais!

David Arty

Olá. Sou David Arty, fundador do blog Chief of Design.
Sou natural de São Paulo, Brasil. Trabalho com design, principalmente com design para web, desde 2009. Procuro transformar ideias loucas e complexas em peças simples, atrativas e funcionais.

  • Leandro Ribeiro

    David, concordo com você.
    Acredito que somos eternos sobrinhos… principalmente, devido a maldição do profissional canivete (multitarefa). É exigido que os profissionais saibam tanta coisa que eles acabam sendo sobrinhos em quase tudo. Eu faço e acredito que o profissional deve focar em uma habilidade especifica e ter conhecimento geral de outras áreas para facilitar a comunicação e auxiliar outros profissionais e deixar de ser um faz tudo. Na realidade este tipo profissional deve ter consciência que sua nova classificação seria “Profissional de Serviços Gerais” ou “Pau pra toda Obra”. Ainda me considero um sobrinho em diversas áreas do Design…Sou formado a mais de 5 anos e acredito que ter diploma não faz diferença… o que faz diferença em cursar a universidade é você ter a oportunidade de ter acesso ao conhecimento teórico e prático dos professores e colegas de sala. Na universidade as pessoas vão ter a oportunidade de pensar e liberar sua mente para ser criativo…se a pessoa quer aprender a mexer no photoshop, a universidade não é o melhor lugar! O problema é que tem muita gente que usa isto como distração… ao invés de as pessoas ficarem atacando os “sobrinhos” elas deveriam pensar em ajudar estas pessoas a se tornarem melhores profissionais, assim nós mesmos criaríamos uma nova geração de profissionais qualificados. Eu seria um melhor profissional se os Top Designers me ajudasse a ser melhor… E vejo que você David já está consciente disto e está fazendo a sua parte! Parabéns! Obrigado por você acreditar que pode fazer a diferença.

    • Olá Leandro.

      Muito Obrigado pelo comentário.

      Realmente é muito difícil focar em algo, porque já vi vagas pedindo desde Photoshop até PHP para vaga de estagiário.

      É muito doido isso. São raras as empresas que são organizadas nesta parte.E também existe o outro lado: às vezes é difícil para criativo focar em algo, pois para sobreviver, muitas vezes, em um emprego, ele acaba virando “pau para toda obra” e fazendo de tudo um pouco.
      Principalmente se ele está iniciando, porque às vezes a gente faz o que quer e às vezes a gente faz o que tem que fazer.

      Sobre faculdade concordo com vc quando diz que serve para ter acesso ao conhecimento, para ampliar o pensamento e no contato com colegas e professores; porém ela só é uma parte de um processo de aprendizado e crescimento que é muito maior e é constante.

      E neste processo, acredito eu, está inclusive tentar fazer a diferença. Mesmo que seja só um pouco.

      Ninguém precisa criar um canal no Youtube e sair criando vídeos (até porquê dá trabalho kkkkk) e etc; mas qualquer um pode ajudar outro quando tiver oportunidade e principalmente fazer a sua parte, procurando sempre melhorar e realizar grandes coisas. :)

      Até Mais!

      Forte abraço! :D

  • eric fernandez

    o problema não é ser amador, até porque o amador muitas das vezes ama o que faz, o problema é não querer se profissionalizar, estudar e evoluir…e se vender/achar o profissional fodão completão ão ão ão…tem um amigo que diz ” até ameba evolui, porque vc também não ?! “

    • Olá Eric.

      Sim! No vídeo eu acho que deixei isso claro.
      Talvez o maior problema é se acomodar e permanecer como sobrinho para sempre!

      Valeu!

      Forte abraço!

  • Marcos Cedraz

    Vídeo muito bacana. Eu sou um sobrinho sem dúvida, tô no início de carreira e ainda tento aprender como posso, faço trabalhos pequenos e cobro barato simplesmente porque sei que não sou profissional. Mas quero me tornar, e tô passando por muita dificuldade pra evoluir, até por falta de contato com os profissionais, sem dinheiro pra cursos e tentando ser autodidata. Então, seria legal poder me situar pra crescer, mas desanimo muito, as vezes.

    • Olá Marcos.

      Apesar de ser mais difícil estudar por conta é possível sim. Existem muitos conteúdos na web sobre essa área, livros, eventos…
      E é normal mesmo ter dificuldade. Se você gosta realmente disso e acredita que trabalhar com isso será bom para você, não desanime!

      Como diria o Rocky no filme Creed “Um passo de cada vez, um soco de cada vez e um round de cada vez.” :D

      Boa sorte e sucesso para ti.

      Forte abraço!

  • Gabriel Rodrigues

    Curti pra caramba seu vídeo cara. Minha história é bem confusa pq eu sempre vejo designers que tem diploma dizendo que qualquer um não diplomado é sobrinho. Na minha cidade e na região não tem faculdade de design, então já tem aproximadamente 5 anos que venho estudando cursos gratuitos e pagos exclusivos da área, e claro, eu busco muito da parte teórica também, você me consideraria um sobrinho?

    Atualmente trabalho como designer numa distribuidora da cidade, é uma das maiores empresas da região, mas quando vejo esses comentários me bate aquela incerteza se mereço trabalhar e se mereço estar ali.